Cada Minuto

buscar

Maceió

assine RSS

Postado em por Secom Maceió em NotíciasMaceió

Madrugada Viva: SMTT realiza ação preventiva no bairro da Jatiúca

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió (SMTT) realizou na noite de dessa quarta-feira (28), na antiga Avenida Antônio Gomes de Barros, antiga Amélia Rosa, no bairro da Jatiúca, mais uma ação do projeto Madrugada Viva. A atividade educativa faz parte do movimento “Maio Amarelo” e tem como principal objetivo conscientizar e orientar os condutores sobre o risco que é misturar álcool e direção.

Dentro de bares e restaurantes, equipes da Educação de Trânsito da SMTT abordaram os clientes para orientar acerca do perigo que é ingerir bebida alcoólica e dirigir. Também foram distribuídos panfletos explicativos e houve uma representação do teste do bafômetro, além de atores da equipe de teatro do órgão e alunos do Curso de Teatro da UFAL que fizeram encenações referentes ao tema.

De acordo com a diretora de Educação para o Trânsito da SMTT, Juliana Normande, o alvo da atividade foram jovens e adultos. “Nessa ação abordamos as pessoas com um único objetivo: alertá-las sobre o mal que elas fazem quando misturam álcool e volante. Mesmo estando cientes, muitos ainda insistem em pegar na direção de veículos após consumir bebidas alcoólicas e o nosso papel é conscientizá-los e fazer com que essa prática seja banida”, explicou.

Irineu Sobral, dono do bar Botequim Paulista, foi um dos que aprovaram a ação na noite desta quarta, dia em que os bares estão mais cheios por causa da transmissão de jogos do Campeonato Brasileiro na televisão. “Acho super válido esse tipo de ação nos bares de Maceió, pois, querendo ou não, choca e alerta todos aqueles que estão se divertindo e ao mesmo tempo consumindo bebida alcoólica. Ter educação e prudência no trânsito é extremamente importante para evitar acidentes”, disse.

Já Fernando Braga, que é cliente do bar, fala que campanhas como essas são essenciais para a formação do condutor consciente. “Esse incentivo a não misturar álcool e direção tem um valor muito grande de educação e conscientização, pois é com a prevenção que possíveis fatalidades podem ser evitadas e mostrar que as leis precisam ser respeitadas”, enalteceu.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Sine funciona nesta sexta-feira apenas para emissão de Carteira de Trabalho

Os postos da rede Sine Alagoas funcionam nesta sexta-feira, 30 de maio, apenas para a emissão de Carteira de Trabalho. Os demais serviços serão retomados na próxima segunda-feira, 2 de junho, devido à manutenção, em Brasília, no sistema Mais Emprego do Ministério do Trabalho. 

A rede Sine Alagoas conta com 13 postos. Em Maceió estão localizados nos bairros do Jaraguá, Centro e Benedito Bentes e na central Já do Shopping Farol. Também é possível encontrar agências nos municípios de Coruripe, São Miguel dos Campos, Arapiraca, Santana do Ipanena, Delmiro Gouveia, União dos Palmares, Maragogi, Marechal Deodoro e Penedo. Para saber mais acesse www.trabalho.al.gov.br.

Postado em por Agência Alagoas em NotíciasMaceió

Eletrobras convoca Jovens Aprendizes

A Eletrobras Distribuição Alagoas está convocando oito candidatos que realizaram concurso público para suportes a redes PC, com resultado homologado em maio de 2013, para o programa Jovem Aprendiz na distribuidora. Nesta quinta-feira (29), foi publicada no Diário Oficial da União a relação dos convocados para nova turma.

Os selecionados devem comparecer, na próxima segunda-feira, 2 de junho, no edifício sede da Eletrobras, situado na Avenida Fernandes Lima, nº 3349, Gruta de Lourdes, na sala de nº 224, no horário das 8h às 12h, a fim de apresentar documentação necessária e iniciar os procedimentos para realização dos exames médicos e para as demais exigências constantes no edital.

Para contratação é necessário apresentar os seguintes documentos: original e cópia de comprovante de residência; original e cópia da certidão de nascimento; Carteira de Trabalho e Previdência Social; original e cópia da Cédula de Identidade e CPF; original e cópia do cartão de cadastramento no PIS/PASEP (se possuir); três fotografias 3x4 recentes e Cópia do comprovante da escolaridade exigida: ter concluído o 7º ano do ensino fundamental e, no máximo, estar cursando a 1ª série do ensino médio.

Caso haja desistência de algum componente candidato do grupo selecionado, serão convocados mais candidatos com intuito de preencher as vagas que ficarem em aberto. O candidato que não concluir os exames médicos no prazo fixado pelo departamento de Gestão de Pessoas da Eletrobras será considerado desclassificado.

Para ver a lista dos convocados deve ser consultado o Diário Oficial da União desta quinta-feira (29). A consulta pode ser feita pelo endereço www.in.gov.br.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Procon vai atender na Casa de Direitos do Jacintinho

O Procon/AL- órgão vinculado à Secretaria do Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos (Semcdh),  será um dos prestadores de serviços da Casa de Direitos, que será inaugurada nesta sexta-feira (30), no bairro do Jacintinho. Nas segundas e quartas-feiras, das 8h às 14h, o órgão de defesa do consumidor vai realizar atendimentos, abrir reclamações e tirar dúvidas da população, além de disponibilizar palestras e mini-cursos voltados à educação para o consumo.

Para o superintendente do Procon/AL, Adalberto Tenório, o consumidor alagoano é quem mais ganha com a inauguração deste núcleo. “Ele vai ter a sua disposição mais um espaço para garantir os seus direitos de cidadão”, ressalta Tenório.

 

A Casa de Direitos, no Mirante do Jacintinho, é uma iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Promoção da Paz (Sepaz) em conjunto com a Prefeitura de Maceió, Caixa Econômica Federal e Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ), do Ministério da Justiça.

 

A finalidade da Casa de Direitos é estabelecer um núcleo de Justiça Comunitária que contará com serviços de diversos órgãos do Estado e Prefeitura, além da participação da comunidade da região como mediadores de conflitos.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Dia Mundial do Meio Ambiente terá comemorações na praia

“Meio Ambiente: Eu cuido. E você?”. Esse é o lema de diversos órgãos públicos na celebração do Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado em 5 de junho.  Entidades ligadas à preservação ambiental em Alagoas têm programação ao longo de toda a semana, terminando com um evento na orla da Ponta Verde, em Maceió, no dia 8 de junho.

Na próxima terça-feira (3), o Instituto do Meio Ambiente (IMA) realiza um passeio especial em seu barco-escola, com a presença do oceanógrafo e ambientalista francês Jean-Michel Custeau.

Já na quinta-feira (5), a Superintendência de Limpeza Urbana (Slum) realiza uma oficina de artes com material reciclável e plantio de mudas com os alunos da Escola Nosso Lar, na praça Ciro Acioly, das 8h30 às 12h.

Também no dia 5, o IMA entrega o Prêmio Destaque Ambiental para pessoas que contribuiram de forma significativa com a preservação do meio ambiente em Alagoas.

No domingo (8), a comemoração começa cedo com a largada do Passeio Ciclístico do IMA. A concentração começa às 8h no Pontal da Barra e o passio termina no Alagoinhas, na praia de Pajuçara. Logo em frente, ainda na Avenida Sílvio Vianna, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) encabeça o evento que promove diversas atividades lúdicas e educativas com foco na preservação ambiental.

A semana de atividades é uma parceria entre órgãos estaduais, municipais, federais e representantes da sociedade civil organizada e da iniciativa privada.

A programação completa do dia 8 de junho (domingo) pode ser conferida abaixo:

9h

 Abertura com a Banda do 59º Batalhão de Infantaria Motorizada

9:40h

 Apresentação  do Cursos de Fisioterapia da FACIMA

10h

 Ginástica laboral - SESC

10:20h

 Apresentação da Escola de Artes da SEE

10:40h

 Grupo Musical da Escola Municipal Dom Hélder Câmara

11:00h

 Banda de Fanfarra da Escola Estadual Júlio Auto

12h

 Bumba Meu Boi

12:30h

 Guerreiro

13h

 Coral Infantil do IPMA

13:30

 Grupo de Fandango do Pontal da Barra

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

População de Maceió ganha a segunda Casa de Direitos do País

O Governo Federal e o Governo de Alagoas vão inaugurar na sexta-feira (30) a segunda Casa de Direitos do País – a primeira na região Nordeste. Instalada na Praça do Mirante do Jacintinho, em Maceió, a Casa vai funcionar como um núcleo de mediação de conflitos e justiça comunitária. O governador Teotonio Vilela Filho e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, participam da inauguração da instituição em Maceió.

 
O carro chefe da Casa de Direitos será a mediação de conflitos realizada por pessoas do próprio bairro, que serão treinadas como mediadores pela Sepaz. Esta é uma forma de trabalhar a prevenção da violência ao permitir que o conflito entre vizinhos ou conhecidos não evolua para algo pior, como uma agressão física ou até homicídio por impulso. A previsão é que, apenas nesse núcleo de justiça comunitária e mediação de conflitos, sejam realizados 170 atendimentos mensais.
 
“Além de oferecer à população vulnerável a proximidade com serviços do Poder Judiciário, Ministério Público, atendimento jurídico gratuito e emissão de documentos, a Casa de Direitos investe na resolução pacífica de conflitos, por meio do Núcleo de Justiça Comunitária”, explicou o secretário da SRJ, Flávio Caetano.
 
O Jacintinho foi escolhido por oferecer a estrutura de instalação, que são os quiosques da Praça do Mirante. Assim, a Casa de Direitos também tem o sentido de retomada dos espaços públicos pela própria população.
 
“A ideia é que a comunidade do Jacintinho reocupe aquela área, retome o sentimento de pertencimento, da mesma forma que o Estado irá ocupar com os serviços de atendimento à população. Promover a paz é também garantir direitos e acesso à justiça, parte que será atendida pelas articulações da SRJ com o Judiciário alagoano”, completa o secretário da Paz, Adalberon Sá Júnior.
 
A Casa de Direitos é uma iniciativa do Ministério da Justiça, por meio da Secretaria de Reforma do Judiciário (SRJ). A Secretaria de Estado de Promoção da Paz (Sepaz) será a responsável pelo local, por meio do projeto Alagoas Tem Pressa. Também são parceiros a Caixa Econômica Federal e órgãos do Sistema de Justiça, além da Prefeitura de Maceió, que atuou na recuperação e manutenção da praça.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Sine suspende atendimento ao público nesta sexta-feira

Para a atualização no sistema do Ministério do Trabalho e Emprego, o Sine da Prefeitura de Maceió suspenderá o atendimento ao público nesta sexta-feira (30). A Secretaria Municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia Solidária (Semtabes) informa que na segunda-feira (02), o atendimento será retomado no horário normal (8h às 14h).

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Prazo para inscrições de arraiais termina nesta sexta-feira

Os organizadores de arraiais, em áreas públicas ou privadas da capital, têm até esta sexta-feira (30) para solicitar autorização da Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU). O chamamento serve para todos, inclusive para aqueles que foram contemplados no edital da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC).

“Somente a inscrição no edital da FMAC não autoriza a realização do arraial. Os ganhadores também devem dar entrada num ofício na SMCCU, assim como os outros organizadores de arraiais”, enfatizou o superintendente-adjunto do órgão, Alfredo Gazzaneo.

Os interessados devem protocolar um ofício, na sede da SMCCU, informando tudo o que será realizado no evento, bem como dias e horários de funcionamento e croqui com especificações de equipamentos e estrutura que vão ser utilizadas

Também é preciso apresentar documentos do responsável pelo arraial, como RG, CPF e Comprovante de Residência, além de informar um telefone para contato. Em caso de pessoa jurídica, também devem ser acrescentados CNPJ, Contrato Social ou Estatuto com a ata da última eleição e Alvará de Funcionamento da empresa promotora do evento.

Caso seja usada energia elétrica, é necessário ter em mãos o comprovante de quitação da taxa da Eletrobras Distribuição Alagoas. Se o arraial for construir palco, arquibancada ou estruturas similares é preciso autorizações do Conselho Regional de Engenharia de Alagoas (Crea) e do Corpo de Bombeiros.

Ainda devem ser apresentadas anuências dos vizinhos e da Secretaria de Proteção ao Meio Ambiente (Sempma), além do documento de adesão ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público Estadual e órgãos municipais no dia 19.

“Para que tenhamos festas mais organizadas e seguras, todos têm que pedir autorização à Prefeitura para que sejam verificadas as condições em que as festas serão realizadas”, afirmou o superintende-adjunto.

A SMCCU está localizada na Avenida Governador Afrânio Lages, nº 297, no bairro Farol (próxima à ponte do Vale do Reginaldo). Para dúvidas e outras informações, o órgão disponibiliza os telefones 3315-4750 ou 3315-4754.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

FPI do São Francisco apreende mais armadilhas aquáticas, multa prefeituras e prende índios armados

A última semana de trabalho da Fiscalização Preventiva Integrada do Rio São Francisco em Alagoas está sendo finalizada com mais uma série de notificações, expedições de auto-infração, aplicação de multas, apreensão de armadilhas aquáticas, recolhimento de produtos e até a prisão em flagrante delito de dois índios por porte ilegal de armas. Nesta sexta-feira (30), em uma audiência pública, a força-tarefa vai apresentar o resultado final dos 15 dias de trabalho, com vídeos, fotos, documentos e, claro, terá a participação de gestores públicos e da população ribeirinha do Baixo São Francisco. Após esse procedimento, o Ministério Público Estadual de Alagoas analisará as situações em que houve desrespeito as normas ambientais e instaurar os procedimentos investigativos que forem necessários para cada caso.

“Os resultados foram surpreendentes e até superaram as nossas expectativas. É claro que tínhamos noção da quantidade de problemas que encontraríamos nos municípios de Penedo, Piaçabuçu, Feliz Deserto, Igreja Nova, Porto Real do Colégio, São Braz e Olho D'água Grande. Porém, quando chegamos em cada local, as irregularidades eram bem maiores do que imaginávamos. Estamos compilando tudo isso em relatórios e, nesta sexta-feira, iremos apresentar as informações aos gestores de cada cidade e também ao povo. Queremos, após apontar os problemas, discutir as soluções que possam por fim às ilicitudes. Por isso é tão importante a participação de todos interessados na causa”, explicou o promotor de Justiça Alberto Fonseca, um dos coordenadores da FPI.

A equipe da fiscalização aquática, que é composta pelo Ibama, Marinha e Batalhão de Polícia Ambiental, apreendeu, durante o trabalho realizado dentro do rio, nessa quarta-feira (28), centenas de covos, espécie de armadilha para capturar camarões e pitus. Eles foram recolhidos e guardados dentro de um caminhão da Polícia Rodoviária Federal, que também está dando suporte a esse tipo de serviço.

Também na quinta, os promotores Alberto Fonseca, Lávinia Fragoso e Jomar Amorim de Moraes participaram de uma reunião na Prefeitura de Piaçabuçu com o prefeito Dalmo Santana Júnior. O Ministério Público condenou a qualidade da água fornecida à população e cobrou providências.

Mais armadilhas apreendidas, SAAEs multados e índios presos

A manhã da terça-feira começou com um fato inusitado: dois índios da etnia Kariri-Xocó – localizada no município de Poeto Real do Colégio - foram presos em flagrante delito portando duas espingardas. Eles estavam numa embarcação irregular, não possuíam habilitação para veículo aquático e alegaram que andavam armados por conta do índice de violência na região. Policiais do 11º Batalhão foram acionados e encaminharam os índios à delegacia regional de Penedo. Eles foram autuados pelo crime, porém, não foi arbitrada fiança porque a dupla alegou não possuir condições financeiras para efetuar tal pagamento. As armas ficaram recolhidas na delegacia.

Em Porto Real do Colégio o Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto - SAAE – foi notificado pelo CREA por falta de manutenção no quadro de comando e no extintor, no sistema de aterramento, no plano de segurança e por conta da ausência de registro do SAAE. Também houve notificação porque não havia responsabilidade técnica nas atividades hidráulica, elétrica e mecânica. Já o IMA expediu auto de infração porque o serviço funcionava de forma irregular por falta de licença ambiental e ausência de outorga para captação da água.

Também em Porto Real do Colégio dois estabelecimentos comerciais foram notificados por vender medicamentos para animais sem responsável técnico. As casas de produtos agropecuários foram autuadas pelo IMA, ainda, por não possuírem licença ambiental. Uma delas, inclusive, foi punida pelo Ibama e pela Adeal por não possuir cadastro técnico federal e registro na Agência.

Em Igreja Nova, outras irregularidades constatadas. A estação de tratamento de esgotos (ETE) foi notificada pelo CREA pela falta de fiscalização na obra, ausência de responsável técnico da casal e do documento de anotação de responsabilidade técnica (ART) para manutenções elétrica, hidráulica e mecânica e do sistema de aterramento e manutenção de extintor. O IMA multou o órgão porque ele funcionava de maneira irregular, sem licença ambiental. Lá, a Casal também não possuía a outorga da água.

Em São Brás a maior parte dos flagrantes aconteceu no Hospital Dr. José Vanderlei Neto. Ele foi autuado pelo IMA por funcionar sem licença ambiental e não fazer a disposição final regular dos resíduos de serviço de saúde. O CREA expediu notificação porque a unidade de saúde não possuía projeto contra incêndio e pânico. E a Vigilância Sanitária também notificou o hospital por conta da ausência de alvará sanitário e controle de vetores. Além disso, ela estava com produtos de saúde com prazo de validade expirado. Os medicamentos e insumos foram apreendidos para incineração.

Na cidade de Olho D'água Grande a Fiscalização encontrou inconformidades no Centro Municipal de Saúde. O IMA fez autuação por ausência de licença ambiental para funcionamento, disposição irregular e destinação final inadequada para resíduos dos serviços de saúde. A Vigilância Sanitária notificou a unidade porque não havia a validação dos processos de esterilização, porque o centro não dispunha dos produtos de uso hospitalar para desinfecção de roupas, artigos e superfície e, ainda, por conta da apreensão de remédios com data de validade vencida. O CREA, mais uma vez, promoveu autuação por causa da falta de projeto contra incêndio e pânico e ausência de desinsetização e desratização.

A FPI

Cerca de 90 pessoas estão envolvidas na Fiscalização Preventiva Integrada do Rio São Francisco em Alagoas, uma ação conjunta em defesa do Velho Chico. Além do MPE/AL, fazem parte dela órgãos estaduais como o Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar de Alagoas (BPA/PM), a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), o Instituto do Meio Ambiente (IMA) e a Vigilância Sanitária. Já pela União, a FPI receberá o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Superintendência Nacional da União (SPU), Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ministério Público Federal em Alagoas (MPF/AL), entre outros. O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco é o principal articulador da fiscalização no local.

A FPI avaliará e atuará contra os impactos da degradação ambiental na região da bacia hidrográfica do São Francisco, localizada no estado. Os promotores de Justiça de Defesa do Meio Ambiente Alberto Fonseca e Lavínia Fragoso estão representando o Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) no procedimento, com o apoio de servidores da Casa.

A fiscalização passará pelos municípios de Penedo, Piaçabuçu, Feliz Deserto, Igreja Nova, Porto Real do Colégio, São Braz e Olho D'água Grande. Ela segue até esta sexta-feira, 30 de maio, quando será realizada uma audiência pública no teatro Sete de Setembro, na cidade de Penedo, para apresentar os resultados do trabalho.

Postado em por STF em NotíciasMaceió

STF suspende nomeação de cadastro de reserva da PM/AL

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, suspendeu os efeitos de acórdão do Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas (TJ-AL) que determinou ao estado a nomeação imediata de 992 candidatos integrantes do cadastro de reserva de concurso público para soldado da Polícia Militar. Segundo o ministro, o cumprimento da decisão questionada exigirá aumento não programado de despesas obrigatórias por parte do estado.

A determinação da nomeação se deu em julgamento, pelo TJ-AL, de apelação em ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público estadual visando à nomeação de todos os aprovados no último concurso e à realização de novo certamente para preenchimento dos cargos vagos da carreira. O fundamento da pretensão seria a insuficiência de pessoal na área da segurança pública.

O pedido foi indeferido em primeira instância, mas o TJ-AL, na apelação, considerou “público e notório” que a segurança pública estadual se encontra em situação “por demais precária, mostrando-se imprescindível o controle imediato de tal situação”. Segundo aquele tribunal, “o estado necessita de mais policiais no quadro da Polícia Militar para que o serviço de segurança pública seja prestado de forma efetiva e adequada à população alagoana, não tendo o governo outra alternativa senão nomear os policiais militares que obtiveram êxito no certame e que integram o cadastro de reserva”.

Ao pedir ao STF a suspensão dos efeitos do acórdão, o ente federado sustentou que a determinação de nomeação imediata de todos os aprovados, fora do número de vagas previsto no edital, “contraria frontalmente a orientação jurisprudencial que afasta o direito à nomeação de candidato aprovado em posição superior ao número de vagas previsto no edital de concurso público”. Informou, ainda, que o impacto financeiro das nomeações é de cerca de R$ 45 milhões anuais, valor não contemplado pelo orçamento estadual.

Decisão

Para o ministro Joaquim Barbosa, a leitura do acórdão sugere que pode ter ocorrido desrespeito à jurisprudência que condiciona o direito à nomeação à aprovação dentro do número de vagas previsto em edital e à sua realização dentro do prazo de validade do concurso – entendimento adotado pelo STF no julgamento do Recurso Extraordinário (RE) 598099. Ele citou trecho da sentença de primeira instância segundo o qual o edital previa mil vagas para o cargo de soldado combatente, e o estado preencheu mais de duas mil.

O outro fundamento adotado pelo ministro foi o da nítida ameaça à economia pública decorrente do aumento não previsto de despesas, “em prejuízo evidente à previsibilidade que deve pautar a atuação financeira do ente público”. A decisão foi tomada na Suspensão de Liminar (SL) 786.

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Pagamento de inscrição do concurso dos cartórios se encerra amanhã

O prazo para pagamento das taxas de inscrições do Concurso Público de Provas e Títulos para Outorga de Delegações de Notas e de Registro do Estado de Alagoas, para ambos os critérios de ingresso (provimento e remoção), termina às 23h59 desta sexta-feira (30).

A alteração da data final para pagamento dos boletos gerados no ato da inscrição foi comunicada pela presidência do Tribunal de Justiça de Alagoas junto à Comissão do Concurso através do Diário de Justiça Eletrônico. O valor da taxa de inscrição permanece R$ 200,00.

Os candidatos serão selecionados para o preenchimento de 199 vagas por meio de prova objetiva, discursiva/técnica, oral e de títulos, que serão realizadas pelo Núcleo Executivo de Processos Seletivos da Universidade Federal de Alagoas (Copeve/Ufal). As provas ocorrem em agosto deste ano e o resultado será divulgado em fevereiro de 2015

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

MPT em Alagoas abre seleção para associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis

O Ministério Público em Alagoas, até 16 de junho, receberá inscrições de associações e cooperativas de catadores de lixo interessadas em firmar Termo de Compromisso (Anexo I) para coleta dos resíduos recicláveis na sede da Procuradoria do Trabalho em Maceió.

A iniciativa é resultado de um acordo de cooperação técnica firmado entre representantes do Ministério Público da União (MPU), da Secretaria-Geral da Presidência da República e dos catadores de materiais recicláveis, para acabar com os lixões em todo o Brasil.

O esforço conjunto entre diferentes instituições está de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, instituída pela Lei 12.305/2010, que prevê a inclusão de cooperativas de catadores de materiais recicláveis como forma de garantir sua inserção social e a defesa do meio ambiente.

As instituições interessadas deverão encaminhar à Procuradoria, no ato da inscrição, o Estatuto Social e o credenciamento do representante legal. É preciso ainda preencher a ficha de inscrição (Anexo II) e declaração que dispõe sobre a capacidade para prestar o serviço (Anexo III). O procedimento também contará com formação de cadastro de reserva.

As inscrições deverão ser feitas na sede do Ministério Público do Trabalho em Alagoas, situada na Rua Professor Lourenço Peixoto, Loteamento Stella Maris, Quadra 16, nº 90, Jatiúca, em Maceió/AL.

Postado em por Vanessa Siqueira e Gabriela Flores em NotíciasMaceió

Garoto de 13 anos morre após cair do sexto andar de prédio no Farol

O Samu chegou a ser acionado, mas quando chegou ao prédio já encontrou o menino morto

Atualizada às 13h17

Um menino de 13 anos de nome Gabriel, caiu da janela do edifício Terrazos , localizado na rua Luiz de Mascarenhas, no bairro do Farol. O corpo de bombeiros confirmou que o acidente aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (29).

As primeiras informações da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros são de que o menino caiu do sexto andar do prédio. Gabriel era cadeirante e há suspeita de que ele teria tentado se debruçar pela janela quando se desequilibrou e veio a cair.

Um morador do prédio revelou que Gabriel era muito educado e um jovem bastante tranquilo e comunicativo. "A mãe do jovem era extremamente dedicada ao filho. Chegou até a se afastar do trabalho para cuidar dele. É uma grande tragédia o que aconteceu", revelou o morador.

Uma viatura da polícia que passava pela rua viu o acidente e acionou o Corpo de Bombeiros.

O Samu também chegou a ser acionado, mas quando chegou ao prédio já encontrou o menino em óbito.  

Postado em por Assessoria em NotíciasMaceió

Alunos da Faculdade Maurício de Nassau estão habilitados para participar de seleção para estágio na Santa Casa

A Faculdade Maurício de Nassau assinou esta semana o convênio de cooperação técnico-cientifica com a Santa Casa de Maceió, que garantirá a seus estudantes acesso ao processo seletivo para o programa de estágio não-obrigatório da instituição.

A Santa Casa de Maceió abriu vagas de estágio para início imediato e cadastro reserva nas áreas de Análise de Sistema (TI), Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição Clínica, Nutrição Enteral, Psicologia (hospitalar), Psicologia (Recrutamento e Seleção), Serviço Social, Técnico em Eletrotécnica, Terapia Ocupacional (oncologia) e Técnico em Radiologia.

Postado em por Redação com Assessoria em NotíciasMaceió

PF busca fraudadores de internet banking da Caixa em Maceió

Uma pessoa já foi presa e computadores e extratos bancários apreendidos

(Atualizada às 15h15)

Uma pessoa foi presa e com ela apreendidos computadores e depósitos bancários, na manhã desta quinta-feira (29) em Maceió. A ação faz parte da “Operação Zumbi”, deflagrada pela Polícia Federal que busca por envolvidos em crimes praticados contra o serviço de internet banking da Caixa Econômica Federal (CEF).

Segundo o delegado Marco Antônio Gomes Pereira, coordenador da operação, o hacker preso nesta manhã foi solto mediante pagamento de fiança. O delegado contou que também foram encontradas munições em poder do acusado.

Segundo informações da assessoria da PF, os agentes cumprem cinco mandados de Busca e Apreensão na região Metropolitana de Maceió. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal em Alagoas. O objetivo das buscas é apreender computadores, notebooks, tablets, smartphones, memórias, extratos bancários e outros objetos que possam conter indícios da prática de crimes praticados contra o serviço de internet banking da Caixa e outros bancos, bem como de seus correntistas.

O Inquérito Policial foi iniciado em novembro de 2010 na Unidade de Repressão a Crimes Cibernéticos do Departamento de Polícia Federal, em Brasília (DF), com o objetivo de atender a um pedido da Caixa para reprimir ataque aos seus sistemas informatizados, conhecido como Ação Ilegal de Negação de Serviço, ou “Ataque DDOS”, do inglês “Distributed Denial of Service”.

A invasão atingiu o site da empresa e dificultou naquele final de ano, o serviço de internet banking disponibilizado aos correntistas, caracterizando um incidente tecnológico em nível nacional de grandes proporções.

Além da perda financeira, houve prejuízo à imagem da Instituição pela insatisfação dos clientes afetados e comentários em posts na internet.

Os hackers utilizaram malwares, que são vírus ou programas de computador maliciosos, capazes de causar a interrupção do serviço de internet banking, instalados de forma imperceptível em máquinas de inúmeros usuários contaminados, que, sem conhecimento destes, enviavam constantemente pedidos de acesso ao site da CAIXA, atuando como verdadeiros zumbis, provocando elevado tráfego de dados e consequente “travamento” do portal de oferecimento do serviço bancário decorrente da demanda elevada de requisições de informações.

Com o avanço da investigação, foi descoberto que a propagação dos malwares teria origem por meio de computadores de pessoas residentes na capital alagoana e que passaram a ser investigadas desde então pela PF em Alagoas.

O somatório das penas em grau máximo pode chegar a 16 anos de reclusão e multa.